+
Foram muitos os cigarros que passaram pelo meu pulmão, as cervejas deixadas pelas metades em festas improvisadas e as linguas indesejáveis que chupei. Foram muitas as cinturas curvilíneas que sua mão tocou e as garrafas secadas de whisky que sua garganta engoliu. Foram muitos os orgasmos, seja por masturbação ou por sexo amante, que nós dois sentimos. Enquanto estivemos fora. Fora de casa, da nossa casa. Foi uma festa boa, divertida, impura. Mas, nos cansamos. Eu cansei de ter que sentir o perfume de homem canalha em pescoços alheios e você se cansou de ter que apertar bundas que só te passavam tesão. E, voltamos. A festa foi boa, galera, mas chega. Eu quero sentir o cheiro da nuca do cara que eu faço sentir amor quando aperta minha bunda. A festa foi boa, galera, mas agora é hora de voltar para casa. Voltamos. Te estapeei, e você me olhou com ódio no olhar. Depois, nos quisemos de novo. Nos quisemos no momento em que assumimos para nosso subconsciente de que:
“Tá, eu bebi, transei, gozei e vomitei. Ele também. Mas, eu o amo. Fim.”
Voltamos. Porque, festa nenhuma vale mais do que nossos pés juntinhos. E corações também.
— Yasmin Diniz, in Depois da ressaca. (via caminhaodegas)


+
(…) Por isso estou aqui, vim cuidar de você, te proteger, te fazer sorrir, te entender, te ouvir, e quando tiver cansada, cantar pra você dormir. Te colocar sobre as minhas asas, te apresentar as estrelas do meu céu, passar em Saturno e roubar o seu mais lindo anel.
Anjo  (via labirintosdaexistencia)


+
E eu quero que você venha cuidar de mim. Quero acordar e assim que abrir os olhos, ver você. Perceber o quanto sou feliz por ter você. Quero que me beije devagar, me segurando com força, e dizendo que ficaria assim até não poder mais. Quero uma vida leve e serena com você. Uma casa só nossa, um filme no frio, e até um cachorro. Quero que você me faça a pessoa mais feliz do mundo, pois eu também te farei se sentir do mesmo jeito. Quero bagunça na cozinha, a gente tentando preparar alguma coisa, e acabando no chão. Quero você, as coisas simples. Então fica. Quero viver esse amor, quero viver nessa vida.
Cabana dos Sonhos. (via segredosdeumpoeta)


+
Quero beijo na boca profundo, olhos nos olhos, eu te amo e muita sacanagem, quero cineminha com encosto de ombro cheiroso, casar de branco, ser carregada no colo, filhos, casinha no campo com cerquinha branca, cachorro e caseiro bacana. Quero ouvir a nossa música numa noite chuvosa e ter de um lado um livrinho na cabeceira da cama e do outro o homem que amo. Quero sambão com churrasco e as famílias reunidas. Quero ter certeza, ali no fundo da alma dele, de que ele me ama. Quero que ele saia correndo quando meu peito amargurado precisar de riso. Que ele esqueça, de vez em quando, seu lado egoísta, e lembre do meu. Que a gente brigue de ciúmes, porque ciúmes faz parte da paixão, e que faça as pazes rapidamente, porque paz faz parte do amor. Quero ser lembrada em horários malucos, todos os horários, pra sempre.
— Tati Bernardi (via segredosdeumpoeta)

+
1 2 3 4 5 »
Layout por:
silenciar